21.12.07

Vulcão Rano Kau

Depois de obrigarmos o carro a andar (que só cooperava a descer - o que para chegar ao cume de um vulcão torna a tarefa difícil) lá chegámos ao final. Era aqui que se anunciava o novo Rei Rapa Nui. Toda a população se sentava à volta da cratera. Como o vento voa sempre na mesma direcção tinham a certeza do destino das palavras. No regresso até o carro vinha feliz.

3 comentários:

nanda disse...

Por isso se diz:palavras leva-as o vento...
As pessoas também desaparecem, só
a terra fica. Obrigada por me a
mostrarem

nanda disse...

Por isso se diz:palavras leva-as o vento...
As pessoas também desaparecem, só
a terra fica. Obrigada por me a
mostrarem

nanda disse...

Ainda não percebi, porque é que os
meus comentários saiem em duplicado...