19.9.07

Havana. A caminho do aeroporto


Esse absurdo primeiro mundo.

2 comentários:

prima inês disse...

Es verdad... Esse primeiro mundo nem a si se respeita...!

Sound and Fury, signifying nothing disse...

É impressionante que nós sabemos tudo na teoria, mas ver como tudo é no mundo concreto, in loco, faz-me ter a vontade que tinha em criança de gritar perante as injustiças desse primeiro mundo. Só que crescemos e tudo isso se torna parte do quotidiano e gritar todos os dias seria incomportável. Com este vosso blog, tenho gritado muito para dentro.